Como funciona a cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa é um procedimento cirúrgico feito a laser usado para remodelar internamente a córnea e corrigir erros de refração como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo. 

 

 O objetivo desse procedimento é diminuir a dependência dos óculos e das lentes de contato. 

 

Os dois tipos principais de cirurgia refrativa são o LASIK com femtosegundo  e o PRK

 

LASIK com femtosegundo

Nela, cria-se um retalho fino na parte central da córnea chamado de flap com o laser de femtosegundo. Esse retalho é levantado e no tecido corneal abaixo dele é aplicado o laser para correção do grau. Depois disso, o retalho é recolocado no mesmo local e cicatriza em alguns dias. 

 

Como a superfície do tecido não é prejudicada, muitos pacientes já sentem uma melhora significativa na visão logo nos primeiros dias, e muitos voltam às suas atividades normalmente em até 3-4 dias após a cirurgia. 

 

Normalmente essa cirurgia não é recomendada para pessoas com a córnea fina ou tecido corneal frágil. Ela também não é recomendada para quem tem doenças que configuram contraindicação para cirurgias refrativas.

PRK

Assim como o LASIK com femtosegundo, a cirurgia refrativa PRK é feita por meio de um laser específico para remodelar a córnea. 

 

A diferença é que, no PRK, não se cria um flap na córnea. Prepara-se a superfície da córnea com uma raspagem para receber o laser de correção do grau. 

 

Em seguida, são colocadas lentes de contato nos olhos que agem como proteção. Elas ajudam na recuperação do tecido da córnea e aliviam a dor. 

 

A PRK costuma levar cerca de 5 minutos para cada olho, mas costuma ser um pouco mais desconfortável e ter um tempo maior de recuperação do que o LASIK com femtosegundo.

 

Contudo, a PRK pode ser uma opção para quem não pode se submeter ao LASIK com femtosegundo por conta de uma córnea fina ou de um tecido corneal mais frágil.

 

Para decidir qual o melhor tipo de cirurgia para o seu caso, é importante que o oftalmologista faça uma avaliação cuidadosa das características da sua córnea.  

Quando a cirurgia refrativa não é indicada?

Existem algumas circunstâncias que geralmente são impeditivas para a realização da cirurgia refrativa:

 

  • Grau ainda não estabilizado
  • Menores de 21  anos 
  • Doenças oculares ativas (como herpes ocular e casos graves de olhos secos)
  • Ceratocone

 

Quer saber se o seu caso é passível de cirurgia e qual o procedimento mais adequado para você? Entre em contato conosco e agende uma consulta com nossos especialistas! 

Nosso Endereço

Rua Padre João Manoel, 450, Cj 16 - CEP: 01411 000 - Jardins - Metrô Consolação